18/02/2016

[Quinta de Cinema] A Garota Dinamarquesa - @UniversalPicsBr


A Garota Dinamarquesa sem dúvidas foi um dos filmes mais esperados para este ano. Estreou na ultima quinta feira dia 11/02, e com certeza vai ter boas indicações aos Oscar, além de outras indicações a prêmios diversos.
A cinebiografia, que é baseada no livro de David Ebershoff (A Moça de Copenhagen), lançado em 2002 pela Editora Rocco.



Dirigido pelo renomado Tom Hooper, se passa em Copenhagen da década de 20. Na cidade, dois artistas vivem para sua arte e um para o outro. 
Ele, Einar (Eddie Redmayne), pinta paisagens delicadas e tem obtido sucesso em sua carreira. Ela, Gerda (Alicia Vikander), faz retratos e luta por atenção. Ao pedir que Einar pose com roupas femininas para terminar uma obra, porém, ela inadvertidamente inicia uma secreta obsessão no marido, que se lança em uma jornada de auto-descoberta.

O filme ainda conta com um elenco de peso; Ben Whishaw como Henrik, Amber Heard como Oola Paulson, Sebastian Koch como Warnekros, Matthias Schoenaerts como Hans Axgil, Adrian Schiller como Rasmussen e Emerald Fennell como Elsa.

Trailer Legendado




Inspirado na história real do pintor dinamarquês Einar Wegener e sua esposa. David Ebershoff escreveu uma obra de ficção, como define em nota no final do livro. "Escrevi o romance a fim de explorar o espaço íntimo que definia esse casamento incomum. Estas páginas contêm alguns fatos importantes acerca da transformação de Einar, mas os detalhes da história são invenções da minha imaginação", afirma Ebershoff.A moça de Copenhague retrata uma quase esquecida história de amor entre um homem, que descobre sua verdadeira sexualidade, e uma mulher disposta a se sacrificar por ele, tendo como pano de fundo o glamour e a decadência da Europa da década de 1920. Trama ousada, inquietante, narrada com elegância e sutileza únicas.Inspirado na história real do pintor dinamarquês Einar Wegener e sua esposa. David Ebershoff escreveu uma obra de ficção, como define em nota no final do livro. "Escrevi o romance a fim de explorar o espaço íntimo que definia esse casamento incomum. Estas páginas contêm alguns fatos importantes acerca da transformação de Einar, mas os detalhes da história são invenções da minha imaginação", afirma Ebershoff.A moça de Copenhague retrata uma quase esquecida história de amor entre um homem, que descobre sua verdadeira sexualidade, e uma mulher disposta a se sacrificar por ele, tendo como pano de fundo o glamour e a decadência da Europa da década de 1920. Trama ousada, inquietante, narrada com elegância e sutileza únicas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

MANUSCRITO LITERÁRIO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS