02/04/2016

[Resenha #10] Uma Curva no Tempo - Dani Atkins


Uma curva no tempo
Autora: Dani Atkins
Lançamento: 2015
Estante: Skoob - Goodreads
Editora:  Arqueiro
Páginas: 235
Literatura: Estrangeira
Gênero: Drama
Estrelas: 3,0/5
Comprar: AmazonSaraiva


Sinopse: A noite do acidente mudou tudo... Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel está desmoronando. Ela mora sozinha em Londres, num apartamento minúsculo, tem um emprego sem nenhuma perspectiva e vive culpada pela morte de seu melhor amigo. Ela daria tudo para voltar no tempo. Mas a vida não funciona assim... Ou funciona? A noite do acidente foi uma grande sorte... Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel é perfeita. Ela tem um noivo maravilhoso, pai e amigos adoráveis e a carreira com que sempre sonhou. Mas por que será que ela não consegue afastar as lembranças de uma vida muito diferente?



Uma curva no tempo é o livro de estreia de Dani Atkins, publicado aqui no Brasil pela Editora Arqueiro em 2015.

O livro conta a história de Rachel que sofre um grande trauma em sua vida ao ver Jimmy, seu melhor amigo, se sacrificar para salvá-la de um carro desgovernado que invade o restaurante onde ela estava jantando com seus amigos de escola pela última vez antes de entrarem para a faculdade. Após esse acidente Rachel nunca mais foi a mesma pessoa. Fisicamente ele tem apenas uma cicatriz no rosto, mas interiormente Rachel se culpa pela morte de Jimmy.

Cinco anos depois, nos é apresentada uma Rachel derrotada que não realizou seu sonho de cursar jornalismo, com um imenso sentimento de culpa, constantes dores de cabeça e com seu pai lutando contra um câncer em estado avançado.

Sua melhor amiga, Sarah, a convida para seu casamento e ela se vê obrigada a retornar para sua cidade natal onde toda sua vida começou a desmoronar e lidar com toda dor que isso causou.

No reencontro com seus antigos amigos ela vê Matt (seu namorado na época do acidente) trabalhando na empresa dos pais dele e namorando Cathy, uma de suas antigas amigas. Todo esse reencontro com seus antigos amigos e com os antigos fantasmas de seu passado, toda dor que as lembranças lhe causaram e uma constante dor de cabeça acabam culminando em um novo acidente e uma nova visita ao hospital. No entanto, ao acordar, ela está em uma realidade muito diferente da que ela está acostumada e sua vida não é exatamente a tragédia que era.

Em sua vida “alternativa” Rachel terminou a faculdade de jornalismo, tem o emprego dos seus sonhos, é noiva de Matt, seus amigos estão sempre presentes em sua vida, seu pai não está com câncer e Jimmy está vivo.

Mas Rachel, que ainda se lembra de sua trágica vida, não se conforma com essa vida e tenta provar a todos a sua volta que aquela vida perfeita não é dela.




O final do livro é bem previsível, mas por conta disso (ou mérito da autora, talvez) você não descobre logo de cara o que realmente acontecerá. Apesar disso, o livro é fácil de ler, mas eu fui com expectativas demais e desanimei com o romance meio água com açúcar. O livro não é ruim, mas não é uma grande história, então, se você quiser ler Uma curva no tempo, meu conselho é que você não crie muitas expectativas sobre a história.

O que mais me encantou sobre Uma curva no tempo foi a capa, que retrata muito bem a história da protagonista, mostrando bem ideia de dualidade que o livro tem e remetendo a ideia do que realmente é a realidade e o que é apenas um reflexo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

MANUSCRITO LITERÁRIO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS