10/03/2017

Resenha
#46 Quando eu era Joe - Keren David @Novo_Conceito


Título:  Quando eu era Joe (When I Was Joe #1)
Autor (a): Keren David
Lançamento: 2014
Estante: Skoob - GoodReads
Editora:  Novo Conceito
Páginas: 318
Gênero: Young Adult


Sinopse: Imagine o que é perder, em uma única noite, sua casa, seus amigos. Como é possível viver mentindo sobre todas as coisas? Sua escola e até mesmo o seu nome. Aos 14 anos, Ty presencia um crime bárbaro num parque de Londres. A partir desse momento, tudo muda para ele - a polícia o inclui no programa de proteção à testemunha, e Ty é obrigado a assumir uma vida diferente, em outra cidade. O menino ingênuo, tímido, que costumava ser a sombra do amigo Arron, matricula-se na nova escola como Joe... E Joe não poderia ser mais diferente de Ty - faz sucesso com as meninas, torna-se um corredor famoso... Joe é tão popular que acaba incomodando os encrenqueiros da escola. Ser Joe é bem melhor do que ser Ty. Mas, logo agora, quando ele finalmente parece ter se encaixado no mundo, os atentados e ameaças de morte contra sua família o obrigam a viver no anonimato, em fuga constante e sob a pressão de prestar depoimentos sobre uma noite que ele gostaria de esquecer. Um livro 'de tirar o fôlego!' sobre coragem e sobre o peso das consequências do que fazemos.

O que dizer sobre Joe?

Ty é um garoto de 14 anos que morava em Londres com sua mãe Nick. Embora tivesse um filho adolescente, Nick era muito jovem e gostava de curtir a vida, sair a noite com as amigas para o bar e cantar no Karaokê, em momentos como esse Ty ficava com sua avó, que foi quem o criou na maior parte da sua vida. Ele trabalhava como entregador de jornais quando não estava na escola, um garoto como qualquer outro.  Ele não tinha muitos amigos apenas Arron, que ele conhecia desde criança, e que não era exatamente um bom amigo.  Moravam em uma região onde haviam muitas gangues, daquelas grandes mesmo como vemos em seriados policiais onde a família toda é criminosa. Assaltos eram frequentes e quase todo mundo andava com facas pra se proteger. Inclusive Ty e Arron. 

A vida dele mudou completamente quando presenciou um assassinato, um rapaz foi esfaqueado no parque, muito chocado ele gostaria de apenas esquecer mas após alguns apelos da polícia pela TV sua avó o convence a procurar a delegacia e contar o que viu. Por causa de seu depoimento Ty foi inserido em um programa de proteção à testemunha onde foi preciso mudar de cidade, identidade e personalidade, e é aí que ele se transforma em Joe, o garoto descolado, atlético e com um talento nato para se meter em encrencas. 

Entre namoros, brigas, bullying e homicídios Ty vai narrando sua vida quando era Joe, o livro é em primeira pessoa então sabemos apenas o que Joe nos conta.

Em alguns momentos eu o vi como um pobre garoto assustado mas em outros eu é que me assustava com ele. Joe não está dizendo toda a verdade, até que ponto ele é realmente inocente? Fui me questionando sobre isso até o fim do livro quando a querida Keren David resolve deixar tudo no suspense para continuar no livro 2. 


Personagens

Todos são importantes mas os que mais chamaram minha atenção tanto positivamente quanto negativamente foram:

Nick, que no começo do livro eu nem estava acreditando que ela era mesmo a mãe do Joe, ela é realmente muito imatura, eu sei que ela ainda é jovem para ser mãe e tenta fazer o melhor para o seu filho mas mesmo assim, é muito imatura, é o Joe que precisa cuidar dela, espero que ela melhore no próximo livro. 

Ashley, é a típica patricinha-do-mal de filme americano, eu não gostei dela desde o começo. 

Ellie e Claire, são irmãs e me enganei com elas, no começo Ellie tem mais destaque mas depois que Claire ganha seu espaço na história eu passei a gostar mais dela e fui entendendo melhor seus problemas.  

Mauren, uma policial e sinceramente a pessoa mais sensata da história toda, gostei muito dessa personagem.

Não preciso falar do Joe, afinal ele é o assunto o livro todo, e eu sei que ele está me escondendo coisa, até saber o fim disso tudo não tenho uma opinião formada sobre ele, como todo protagonista tem hora que me irrita muito com suas atitudes, mas não é assim o tempo todo, veremos o que nos aguarda na continuação. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MANUSCRITO LITERÁRIO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS