26/04/2017

Resenha #55
A Garota do Calendário: Outubro - Audrey Carlan @verus_editora

Obs.: Antes de começar essa resenha eu já aviso, pode conter spoiler dos livros anteriores.

Se você ainda não leu os outros livros da série, eu sugiro que você pare de ler essa resenha agora mesmo e vá ler os livros anteriores e suas respectivas resenhas. Você pode ler as resenhas de:

Janeiro          Fevereiro          Março          Abril          Maio          Junho          Julho          Agosto          Setembro

Título: A Garota do Calendário: Outubro
Autor (a): Audrey Carlan
Lançamento: 2016
Estante: Skoob 
Editora: Verus
Páginas: 160
Literatura: Estrangeira
Gênero: Erótico, romance
Estrelas: 3,5/5

Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser. Outubro virá com um sopro de novidade para Mia. Agora que as coisas estão quase todas resolvidas em sua vida, ela pode se estabelecer com o homem que ama e dar uma nova direção para sua carreira.


Após todos os problemas que ocorreram em setembro, Mia está finalmente sossegada. Sua dívida com Blaine foi paga, Wes foi resgatado com vida e ela finalmente está em Malibu ao lado do homem que ama.

No entanto, esse sossego não dura muito. Mia percebe que Wes não está tão bem como ela acreditava. Após o sequestro, algo mudou para o surfista que faz filmes e ele agora está bem fragilizado (também pudera né, como ela queria que ele após todo trauma que passou estivesse 100%?) com tudo que aconteceu com ele e com seus colegas de trabalho. 

Quando estava no cativeiro, Wes sofreu horrores inimagináveis e isso afetou ele profundamente, fazendo com que agora ele esteja sofrendo de estresse pós-traumático. Por conta disso, toda noite ele tem pesadelos e acorda completamente fora de si sem sabe se realmente está em casa ou se ainda está em cativeiro. A única coisa que faz com que ele volte a realidade é fazer sexo com a Mia, ou como ele diz, possuí-la. Essa nova realidade assusta Mia e a deixa sem saber o que fazer.

Apesar de toda dor que o mês de outubro traz para Mia, ele também traz notícias boas. Mia vai finalmente poder deixar de trabalhar na Exquisite Acompanhantes de Luxo, mas para isso ela precisa atender seu último cliente. Um cirurgião plástico famoso de Hollywood que contrata Mia para que durante o mês de outubro ela faça um quadro em seu programa de televisão. 

Essa oportunidade pode alavancar a carreira de Mia como atriz e ao mesmo tempo é uma maneira dela tentar ajudar Wes, que, como ele é cineasta, a ajuda com seu programa.

O mês de outubro veio para aliviar um pouco a tensão que setembro deixou, mas acaba sendo bem intenso e emocionante. O livro foi mais focado em Wes e na sua recuperação, e nos mostrou um pouco dos horrores que ele sofreu no cativeiro. Porém, Audrey Carlan pecou ao mudar tanto a personalidade do Wes, fazendo com que ele mudasse da pessoa fofa  e que tratava a Mia bem como era no início da série para uma pessoa extremamente obsessiva e ciumenta e que trata a Mia apenas como um pedaço de carne. eu entendo que ele esteja assim por conta de todo o trauma sofrido, mas a autora não precisava mudar totalmente o personagem para demonstrar as consequências desse trauma que ele sofreu.

Um ponto forte do livro foi todo o drama que a Gina sofreu durante o sequestro, ela fazia parte da equipe que foi sequestrada junto com Wes, e a maneira como ela lidou com o trauma que ela sofreu, pois ela teve seu corpo violado de inúmeras formas. Audrey soube abordar o tema de maneira bem delicada e sem o estardalhaço que a série tem em alguns momentos, mesmo que ela tenha coloca o ciúme infantil da Mia.

A série A garota do calendário está quase no fim,  faltam apenas dois livros, e basicamente a série nos dá apenas aquilo ao qual ela se propõe, nada mais. Então, então não vá esperando uma melhoria milagrosa, pois é um pouco improvável que isso ocorra em apenas dois livros. Não vou dizer que foi uma das piores séries que eu já li, mas ela também não vai ficar entre as melhores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MANUSCRITO LITERÁRIO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS