19/08/2017

The Beatles
Book Tag


Hey pessoal!! Tudo bom?

Hoje é dia de responder Tag e eu trouxe uma Tag inspirada em uma das minhas bandas de Rock favoritas: The Beatles!

Eu vi essa Tag no blog Livros y Viagens.


1. Twist and Shout – um livro que sempre te deixa feliz.

A Arte de Seduzir é um livro simples, fofo e que me deixa feliz sempre que o leio.

Sussex, Inglaterra, 1818
Quando menos se espera...
Ao comprar um castelo em ruínas em Sussex, Roger Mathieson fica surpreso por descobrir que seu plano de reformar a propriedade contraria os moradores locais. Ansioso para ser aceito na comunidade, ele decide cortejar uma jovem do condado. A princípio, Madeline Piper parece não retribuir seu interesse... até que ela o surpreende com uma proposta audaciosa! O noivado de uma inglesa com um escocês não seria visto com bons olhos pela sociedade provinciana, mas a precária situação financeira de seu pai, impele Madeline a aceitar a corte do belo e atraente Roger. Madeline sabe que será uma tarefa difícil convencer os arrogantes membros da sociedade local a aceitar um forasteiro... mas, o amor tem seus próprios meios...

2. All my loving - um livro com uma história romântica

Eu li recentemente e já até fiz resenha desse livro aqui. Mas o último livro romântico que eu li foi Para Phillip, Com Amor.

Eloise Bridgerton é uma jovem simpática e extrovertida, cuja forma preferida de comunicação sempre foram as cartas, nas quais sua personalidade se torna ainda mais cativante. Quando uma prima distante morre, ela decide escrever para o viúvo e oferecer as condolências. Ao ser surpreendido por um gesto tão amável vindo de uma desconhecida, Sir Phillip resolve retribuir a atenção e responder. Assim, os dois começam uma instigante troca de correspondências. Ele logo descobre que Eloise, além de uma solteirona que nunca encontrou o par perfeito, é uma confidente de rara inteligência. E ela fica sabendo que Sir Phillip é um cavalheiro honrado que quer encontrar uma esposa para ajudá-lo na criação de seus dois filhos órfãos. Após alguns meses, uma das cartas traz uma proposta peculiar: o que Eloise acharia de passar uma temporada com Sir Phillip para os dois se conhecerem melhor e, caso se deem bem, pensarem em se casar? Ela aceita o convite, mas em pouco tempo eles se dão conta de que, ao vivo, não são bem como imaginaram. Ela é voluntariosa e não para de falar, e ele é temperamental e rude, com um comportamento bem diferente dos homens da alta sociedade londrina. Apesar disso, nos raros momentos em que Eloise fecha a boca, Phillip só pensa em beijá-la. E cada vez que ele sorri, o resto do mundo desaparece e ela só quer se jogar em seus braços. Agora os dois precisam descobrir se, mesmo com todas as suas imperfeições, foram feitos um para o outro. 
3. Across the universe – um livro transcendente

Uma Mulher Livre é um livro que nos ensina sobre muitas coisas. Nos ensina sobre superação, realizações, preconceito, bondade e muitas outras coisas.
Dos deslumbrantes salões de baile de Manhattan para os horrores da Primeira Guerra Mundial, Danielle Steel nos leva para um mundo fascinante de uma jovem de espírito indomável. Nascida numa vida de luxo e glamour, Annabelle Worthington carrega o sobrenome, e a nobreza, de uma das famílias mais influentes de Nova York. Até que, num dia cinzento de abril, o Titanic afunda, levando junto o seu mundo. Seus pais e seu irmão mais velho estavam na viagem inaugural do majestoso navio, e apenas sua mãe sobreviveu. Para tentar confortar seu coração, Annabelle se voluntaria para trabalhar em um hospital, ajudando a cuidar dos enfermos, onde descobre sua verdadeira vocação. E, quando um homem nobre a pede em casamento, ela acredita que, enfim, voltará a ter dias felizes. Porém, novamente, o destino lhe prega uma peça, colocando-a no centro de um escândalo. Para fugir da tristeza que sua vida se tornou, ela vai para a Europa trabalhar no front da Primeira Guerra Mundial, ajudando a salvar os feridos. Na França, no auge do conflito, Annabelle consegue realizar um grande sonho: estudar medicina. O problema é que, mais uma vez, sua fé é colocada à prova, e ela precisará tentar retirar forças de uma grande tragédia se quiser renascer para uma nova vida. Com uma narrativa de tirar o fôlego e repleta de detalhes históricos, Danielle Steel nos apresenta uma de suas personagens mais fascinantes e singulares, e sua história inspiradora de dignidade, coragem e amor pela vida.

4. Help! – um livro onde o protagonista sofra/coma o pão que o diabo amassou.

Se tem um livro em que a protagonista sofre é em A Lista do Nunca, ô mulher pra sofrer. E, mesmo depois de sofrer, ela ainda vai atrás de mais sofrimento. Parece que gosta.

Depois de um acidente de carro que sofreram quando ainda tinham dez anos, Sarah e Jennifer, amigas inseparáveis, passaram anos escrevendo o que chamaram de Lista do Nunca: uma lista de ações e atitudes que deveriam ser evitadas, a qualquer custo, para que se mantivessem sãs e salvas.Numa noite, no entanto, ao entrarem em um táxi, o destino das duas garotas as levou a um lugar que certamente não considerariam nem um pouco seguro. Sequestradas por um homem frio e adepto do sadismo, elas ficam acorrentadas em um porão com mais duas garotas por três anos.Dez anos depois de conseguir fugir, Sarah ainda tenta levar uma vida normal. Seu contato com pessoas se limita ao porteiro que diariamente entrega o que ela precisa para sobreviver e à sua psicóloga, que tenta ajudá-la a enfrentar cada novo dia.Seu sequestrador, porém, está prestes a conseguir uma condicional e, mais do que preparar um belo discurso de vítima, Sarah sente que este é o momento de agir. Para isso, vai enfrentar seus terríveis traumas em busca de uma história que nunca fora revelada.
5. Beatles For Sale – um best seller favorito

Óbvio que eu vou dizer um livro da Colleen: Métrica!

Após a morte do pai, a ausência torna-se a maior companheira de Lake. A responsabilidade pela mãe e pelo irmão a congelam em um limbo de luto e dor. Por fora, ela parece corajosa e tenaz; por dentro, está perdendo as esperanças. E se mudar do único lar que conheceu não ajuda em nada.
Agora em uma nova casa, em uma nova cidade, ela precisa achar seu caminho. E um rapaz apaixonado por poesia pode ser o guia perfeito. Quando conhece o novo vizinho, Layken imediatamente sente uma intensa conexão. Algo que finalmente parece desanuviar um pouco sua realidade.
Mas o caminho da verdadeira felicidade não é feito de tijolos dourados, e logo uma revelação atordoante faz o novo relacionamento ser bruscamente interrompido. O dia a dia vai se tornando cada vez mais doloroso à medida que eles se esforçam para encontrar um equilíbrio entre os sentimentos que os aproximam e as forças que os separam.
"Único, diferente de tudo que se vê por aí...Leia!" - Tammara Webber, autora de Easy
6. Penny Lane - um livro que te lembre o lugar onde você nasceu

Vou me abster de responder essa pergunta porque não tem nenhum livro que me lembre o lugar onde eu nasci, que por sinal é o mesmo buraco onde eu moro.

7. In my life – biografia ou memória favorita

Desculpem-me, mas eu não curto ler nem biografias e nem memórias! 

8. Strawberry Fields Forever - um livro que te fez crescer de alguma forma

Mais uma vez eu vou responder aqui um livro da Colleen, porque, né, é Colleen!

Lily nunca teve uma vida fácil, mas isso nunca a impediu de trabalhar duro para atingir os seus objetivos. Ela percorreu um longo caminho desde a pequena cidade no Maine, onde ela cresceu. Ela se formou na faculdade, mudou-se para Boston e começou seu próprio negócio. Então, quando ela sente uma faísca por um lindo neurocirurgião chamado Ryle Kincaid, tudo na vida de Lily, de repente, parece quase bom demais para ser verdade. Ryle é assertivo, teimoso, talvez até um pouco arrogante. 
Ele também é sensível, brilhante e tem um fraco por Lily. E a maneira como ele fica com roupa cirúrgica não é nada mal. Lily não consegue tirá-lo da cabeça. Mas a aversão completa de Ryle a relacionamento é preocupante. Mesmo quando Lily se torna a exceção a sua regra de namoro, ela não consegue deixar de divagar sobre o motivo que fez Ryle ser como é. 
A medida que perguntas sobre o seu novo relacionamento invadem a sua mente, pensamentos acerca de Atlas Corrigan — seu primeiro amor e uma conexão com o passado que ela deixou para trás — também passam a dominá-la. Ele era sua alma gêmea, seu protetor. Quando Atlas de repente, reaparece, tudo o que Lily construiu com Ryle está ameaçado.
9. Revolver – livro policial favorito

Não leio muitos livros desse gênero, mas um que eu li há algum tempo foi A Ira dos Anjos que eu comprei sem saber do que se tratava e foi uma das minhas melhores leituras do gênero (ou quase, não sei e ele é realmente do gênero policial, mas tá valendo, tem polícia e tem máfia).
Jennifer Parker realiza seu sonho ao ingressar na equipe do Promotor Distrital de Manhattan, em Nova York. Sua carreira, no entanto, dura exatamente quatro horas - tempo que leva para cair em uma cilada, durante o primeiro julgamento do qual participa. Acusada de suborno, vê seus projetos irem por água abaixo: além do risco de ter a carteira de advogada cassada. Jennifer pode passar o resto de seus dias na cadeia. Assim começa a história de uma jovem bonita e inteligente e dos homens que influenciam sua vida, entre eles o íntegro Adam Warner, destinado a ser um líder de seu país, e Michael Moretti, um anjo das trevas que procura espalhar suas asas de terror sobre tudo e todos.

10. Sgt. Pepper’s Lonely Heart Club Band – livro fantástico favorito



Se você achou que eu diria Harry Potter, você acertou! Essa pergunta é bem óbvia e a resposta mais óbvia ainda. 


Obs.: Não vou colocar sinopse por motivos de todo munod já conhece Harry Potter!




11. Magical Mistery Tour – um livro que contenha um universo mágico, fantasioso, surreal.

Ahh gente! Nárnia! Vocês já leram Nárnia? Não?! Pois deveriam ler, que universo maravilhoso que c. S. Lewis criou!

Viagens ao fim do mundo, criaturas fantásticas e batalhas épicas entre o bem e o mal - o que mais um leitor poderia querer de um livro? O livro que tem tudo isso é 'O leão, a feiticeira e o guarda-roupa', escrito em 1949 por Clive Staples Lewis. MasLewis não parou por aí. Seis outros livros vieram depois e, juntos, ficaram conhecidos como 'As crônicas de Nárnia'. Nos últimos cinqüenta anos, 'As crônicas de Nárnia' transcenderam o gênero da fantasia para se tornar parte do cânone da literaturaclássica. Cada um dos sete livros é uma obra-prima, atraindo o leitor para um mundo em que a magia encontra a realidade, e o resultado é um mundo ficcional que tem fascinado gerações. Esta edição apresenta todas as sete crônicas integralmente, num único volume. Os livros são apresentados de acordo com a ordem de preferência de Lewis, cada capítulo com uma ilustração do artista original, Pauline Baynes. Enganosamente simples e direta, 'As crônicas de Nárnia' continuam cativando os leitores com aventuras, personagens e fatos que falam a pessoas de todas as idades.

12. White Album – um calhamaço (só porque o álbum é duplo, rs)

Amante Finalmente. Pensa num livro enorme. Pensou? Pois Amante Finalmente é esse livro. Acho que a J.R.Ward estava muito inspirada quando escreveu ele.
Qhuinn está acostumado à solidão. Repudiado por sua linhagem e evitado pela aristocracia, ele finalmente encontrou uma identidade como um dos lutadores mais brutais na guerra contra a Sociedade Redutora. Mas sua vida não está completa. Mesmo que a perspectiva de ter uma família esteja ao seu alcance, ele está vazio por dentro, com o coração entregue a outra pessoa... 
Blay, depois de anos de amor não correspondido, acredita já ter superado Qhuinn. E já era hora: o homem parece ter encontrado o seu par ideal em uma fêmea Escolhida, e eles terão um filho, exatamente como Qhuinn sempre quis. O destino parece ter levado a vida desses vampiros soldados em direções diferentes... 
Mas a batalha pela liderança da raça se intensifica, e os novos jogadores na cena de Caldwell estão criando um perigo mortal para a Irmandade. Qhuinn finalmente descobre a verdadeira definição de coragem, e os dois corações que estão destinados a ficar juntos... finalmente se tornam um.
13. The long and winding road – um livro triste

Carta de Amor Aos Mortos, não que eu tenha achado ele triste, mas todas (entenda que são realmente todas, sem nenhuma exceção) as pessoas que eu indiquei e que leram esse livro me chamaram de sem coração por não ter chorado, mas não antes de me xingarem por lhes ter recomendado um livro tão quebrador de coração.
Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky. Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.

14. Revolution – um livro com personagem questionador

Vamos repetir uma resposta aqui porque Eloise Bridgerton, de "Para Phillip, Com amor", é uma personagem curiosa, ela não é exatamente questionadora, mas ela é bem perspicaz e quer saber de tudo e de todos e resolver todos os problemas, então eu acho que ela se encaixa bem aqui.

Essas foram as respostas da Tag, espero que vocês tenham gostado.
Comentem suas respostas aí em baixo e quem responder e quiser me marcar sinta-se à vontade que eu vou adorar!
Beijos e até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MANUSCRITO LITERÁRIO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS