12/11/2017

Resenha #101
Extraordinário - R. J. Palacio @intrinseca

Título: Extraordinário
Autor (a): R. J. Palacio
Lançamento: 2013
Estante: Skoob - GoodReads
Páginas: 320
Editora: Intrínseca  
Literatura: Estrangeira
Gênero: Ficção, Infantojuvenil
Estrelas: 5/5
Sinopse: August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela e uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações medicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade... ate agora. Todo mundo sabe que e difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tao diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele e um menino igual a todos os outros.

R. J. Palacio criou uma história edificante, repleta de amor e esperança, em que um grupo de pessoas luta para espalhar compaixão, aceitação e gentileza. Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade um impacto forte, comovente e, sem duvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo o tipo de leitor.


**ML**


Uma dessas leituras que fazem a gente crescer como ser humano, analisar nossos atos e amar um pouco mais a vida.


Em Extraordinário vamos acompanhar a vida de August Pullman, um menino de dez anos que tem uma anomalia facial - ele tem o rosto deformado -, mas como ele mesmo diz, na hora exata ele se descreverá e eu farei o mesmo rs.
Bom, August além de enfrentar os obstáculos diários, descobre por meio de uma conversa entre sua mãe e a mãe de seu melhor amigo que ele irá para escola regular cursar o quinto ano.

Não, August não é uma criança que não sabe ler e escrever, ele simplesmente foi educado em casa, mas Isabel - sua mãe - já não pode mais ensiná-lo e resolveu matriculá-lo em uma escola perto de sua casa.

O problema é que as pessoas não estão acostumadas e nem sempre tem uma reação boa quando veem August pela primeira vez. Isso faz com que nosso menino tema como será sua vida acadêmica.

Acontece que sim, várias coisas são desagradáveis e muitas vezes fazem August pensar em desistir. Mas em compensação é tão grandioso a forma como ele se desenvolve que vale a pena cada luta.


Gente, não há necessidade alguma de um resumo detalhado sobre esse livro, Extraordinário foi lançado em 2013 e isso é bastante tempo para terem conhecimento nem que seja da sinopse, fora que a adaptação do livro é uma das mais aguardadas para esse mês, na verdade para essa semana.

Eu como sempre, deveria ter lido e postado essa resenha faz um tempo, mas procrastinar  é o que faço de melhor e como essa semana terminando hoje, foi nossa Semana Temática de Novembro e o tema foi Criança, casou de ser o tempo perfeito para eu falar sobre esse livro com vocês.


Tô divagando? Talvez, um pouco, quem sabe?!

Mas vocês nem imaginam o quanto eu amei esse livro, e já garanto para quem não leu e acha que com todas as milhares de resenhas sobre ele, tem alguma ideia do impacto que esse livro na gente.
Não é pelo fato de ser a narrativa de um garoto normal, com aparência diferente, porque o Auggie é normal. É todo o processo, a narrativa pela perspectiva da Olivia, irmã do Auggie é a mais reveladora, por mais que achem que ela seja um pouco egoísta - eu cheguei a chamá-la assim-, a Via é só uma adolescente que tem que conviver diariamente com alguém que, de alguma forma, é especial.

Todos os pontos de vista no livro são partes importantes no ciclo da vida do Auggie. E o sistema de apoio que ele tem é indispensável, assim como as suas lutas.
Veja bem, eu não quero e não vou citar e citar a história, eu só estou resenhando o livro pela minha perspectiva.

É, acho que a "descrição" que o Google dá do livro é a melhor. "Nascido com uma deformidade facial que o impediu de ir à escola por muito tempo, um garoto vira o herói da quinta série."


Extraordinário é isso, não é sobre o que você aparenta ser, mas sim, o que você realmente é interiormente.
Eu queria pode dizer à R. J. Palacio o quanto magnificente esse livro é, queria dizer a Editora Intrínseca que lançar Extraordinário não foi somente um "empreendimento" se eles analisarem bem. Esse livro deveria ser um daqueles projetos literários escolares, para cada pequeno ser em construção de caráter ter como base.
Com certeza eu daria 500 estrelas se fosse possível e favoritaria outras 500 vezes. Recomendar essa leitura, não chega nem perto do que quero fazer kkkkk. Mas sim, corram para lê-lo o quanto antes.
Término deixando aqui uma das citações que mais amei.

"Enquanto estava no palco, eu quase podia ouvir a música do filme tocando em minha cabeça.Na verdade, eu nem tinha certeza do motivo de estar ganhando aquela medalha. Não, isso não é verdade. Eu sabia, sim. É como aquelas pessoas que às vezes você vê e não consegue imaginar como seria estar no lugar delas, seja alguém em uma cadeira de rodas, ou alguém que não pode falar. Eu sei que sou essa pessoa para os outros, talvez para todas as pessoas naquele auditório. Para mim, porém, sou apenas eu. Um garoto comum. Mas, se quiseram me dar uma medalha por ser eu mesmo, tudo bem. Aceito. Não destruí a Estrela da Morte nem nada parecido, mas consegui passar pelo quinto ano. E isso não é fácil, mesmo que você não seja eu."

É isso gente, deixem amor se acharem que mereço.
Beeeeijos
See ya!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MANUSCRITO LITERÁRIO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS