02/11/2017

Resenha #97
Ensina-me a Amar - Raíssa Nantes

Título: Ensina-me a Amar
Autor (a): Raissa Nantes
Lançamento: 2017
Estante: Skoob - GoodReads
Páginas: 212
Editora: Clube de Autores
Literatura: Nacional
Gênero: Romance de época
Estrelas: 4,5/5

Ela precisava escapar de caça dotes...Ele preferia sua solidão…
O duque de Caradon, guarda marcas profundas e perturbadoras em seu corpo e em sua alma. A última coisa que desejava era ter seu exílio e solidão quebrados por visitantes indesejados, entretanto ele não poderia negar o pedido de ajuda do homem que havia salvo sua vida na guerra de Waterloo. Pronto para receber o pai enfermo do amigo e uma pequena comitiva de enfermeiros e criados para cuidar do conforto do adoentado, ele não esperava encontrar junto ao grupo a perturbadora presença de Keira Kress, a irmã de seu velho amigo.Keira gostaria muito de ficar em Londres e ajudar o irmão com a administração das empresas da família, mas a insistente corte de um marquês falido e o apoio direto de sua mãe para que ela se case com homem fazem com que a jovem rume para a Cornualha com parte de sua família e descubra que além do misterioso duque, Caradon esconde segredos perversos, traições mortais, a renovadora força do amor verdadeiro.

Eu amo romances de época e estou tentando aumentar o número de livros nacionais que eu leio. Então vocês devem imaginar a minha felicidade ao ler esse livro da nossa parceira Raissa Nantes, que não só é um livro nacional como também é um romance de época

A Raissa é nossa mais nova parceira e já lançou alguns livros, como 'Verdades Sobre Mim', e recentemente 'Ensina-me a Amar'.




Em Ensina-me a Amar temos a história de Keira, uma jovem de 26 anos que para a sociedade da época já está se tornando uma solteirona. Ela é uma mulher inteligente, bem a frente de seu tempo e vem de uma família sem nenhum título de nobreza, mas muito rica.  Seu pai é filho de um marinheiro com uma cigana e sua mãe é a filha de uma nobre que se casou com um homem sem nenhum título apenas para livrar a família da pobreza. Assim, Keira, que possui um dote extremamente alto, precisa fugir dos caça dotes que querem casar com ela apenas para colocar as garras no seu dinheiro.

Seu pai está doente e seu sobrinho, filho de seu irmão James, acaba de nascer. Com  o pai doente e a necessidade de mantê-lo longe da criança recém nascida, James escreve para seu amigo o Duque de Caradon que possui residencia na Cornualha pedindo para que seu pai possa passar uns tempos lá a fim de que se cure da tuberculose. 

Anthony, o Duque de Caradon, é um homem marcado pela guerra e pela culpa, mas as feridas físicas são seu menor problema. Para ele é muito mais difícil ter de lidar com os fantasmas do passado do que conviver com as feridas. Ele preferiu se isolar do convívio com outras pessoas, falando apenas com os únicos quatro empregados que ainda trabalham em sua propriedade. Anthony resolve então abrir uma exceção em seu exílio e aceita receber os pais de seu amigo e mais alguns enfermeiros.

Enquanto os preparativos da viagem são feito, a avó de Keira chega para fazer companhia a esposa de seu irmão. Keira também recebe a visita de Castlebury, mais um caça dotes em busca de seu enorme dote. Como sempre ela dá um jeito de se livrar dele, mas não antes que ele lhe diga que sua mãe aprova a união deles. Assim, ela decide por ir junto com seus pais para Caradon. 

E aí é que nossa história realmente começa. Ao chegar a Caradon, Keira percebe que há uma figura estranha ao longe olhando para ela. E ao ser direcionada até seu quarto a empregada lhe entrega uma carta do Duque com instruções sobre o que deve e  que não deve ser feito na mansão e que ninguém deve andar sozinho pelos corredores a noite.

Ela acha estranho, mas como já sabia que o Duque não gosta de interagir com outras pessoas não pensa muito a respeito. No entanto, na primeira noite em que passa na mansão, enquanto ela está em seu quarto, o fantasma da falecida esposa do Duque aparece e lhe diz que ela deve salvá-la e que precisa encontrar o seu diário. Keira segue então o fantasma até a porta de um quarto e desmaia, e é onde ela tem o primeiro encontro com  Duque. 

Eu vou parar por aqui porque vou acabar contando algum spoiler que pode estragar todo ar de mistério que o livro tem. Para um romance de época a história é permeada por mistérios e traumas. E a autora soube levar bem todo enredo da história. 

O livro é recheado de personagens bastante interessantes, como Laura que está sem falar a dez anos. Laura se torna a criada de Keira quando ela chega em Caradon e acaba se tornando uma amiga para ela e parte crucial de todo mistério que gira em torno da morte da falecida esposa do Duque.

Temos também  o Clérigo que, apesar de não aparecer tanto no início do livro,  se mostra bastante útil quando precisam dele. Além do amor que ele nutre por Laura ser bem gostoso de acompanhar por ser um amor leve e que ambos são tímidos demais para se declararem.

O pai de Keira se mostra um homem sábio e muitas vezes aparece dando bons conselhos a filha. A mãe dela não aparecer muito, mas conseguiu realizar com maestria seu papel de me deixar irritada. (Para mim ela é como a Dolores Umbridge, de HP, que consegue ser mais odiada do que o Voldemort que é realmente o vilão).

No mais, Ensina-me a Amar é uma leitura bem gostosa de se fazer  e bem fluida, eu li ele em dois dias, já que o livro é bem curtinho tem só 212 páginas. A escrita da Raíssa é ótima e os personagens bem cativantes. Ela deu a história um ar de mistério e suspense que me fez ficar preso no livro e só soltá-lo quando acabasse.

A protagonista é bem a frente de seu tempo, coisa que eu adoro, nada dessas mocinhas bobinhas que só pensam em casamento e vestidos. Keira sabe muito bem o que quer e como quer. Ela não precisa de um marido para ser feliz e sabe disso, ela quer poder ser livre para fazer o que quiser. Eu gostei bastante do livro, amei a história e o único motivo de eu ter dado 4 estrelas e meia foi porque eu senti um pouco de falta de um final melhor, não que o final tenha sido ruim, mas ele foi um pouco corrido. Eu gostaria de saber um pouco mais sobre a vida da Laura e  que aconteceu com seus pais e com o conde Cadwell (que apareceu pouco, mas se tornou meu personagem preferido, já quero um livro dele).


2 comentários:

  1. Cadwell não estava na história original, ele surgii nos últimos dias para finalizar o livro e eu cai de amores por ele também, que sacana, já pensei em um SpinOff dele. 😂
    Estou super feliz que tenha gostado tanto da leitura, mesmo achando o final corrido 😂
    Agradeço a resenha e a parceria. Adorei saber que o conde conquistou mais alguém, isso reforçoi a minha vontade de um livro só dele. Quem sabe os destinos que tanto fez falta a você não apareçam no livro dele ein? Veremos... 😘

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  2. Opa! Já quero um spinOff dele! s2
    Foi impossível não cair de amores por ele e eu mal posso esperar por um livro só dele!

    ResponderExcluir

MANUSCRITO LITERÁRIO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS