Olá, tudo bem?

Voltei! E sabe o que eu trouxe? Um toplist fresquinho acompanhado de potes de ouro e, melhor ainda, do que vem antes do pote de ouro: arco-íris! E por que não juntar esse fenômeno apaixonante com uma paixão fenomenal pelos livros?


Vermelho: Perdão, Leonard Peacock - Matthew Quick

Hoje é o aniversário de Leonard Peacock. Também é o dia em que ele saiu de casa com uma arma na mochila. Porque é hoje que ele vai matar o ex-melhor amigo e depois se suicidar com a P-38 que foi do avô, a pistola do Reich. Mas antes ele quer encontrar e se despedir das quatro pessoas mais importantes de sua vida: Walt, o vizinho obcecado por filmes de Humphrey Bogart; Baback, que estuda na mesma escola que ele e é um virtuose do violino; Lauren, a garota cristã de quem ele gosta, e Herr Silverman, o professor que está agora ensinando à turma sobre o Holocausto. Encontro após encontro, conversando com cada uma dessas pessoas, o jovem ao poucos revela seus segredos, mas o relógio não para: até o fim do dia Leonard estará morto.






 Laranja: Weiss, A mente é o limite - Vinícius Louzada

Ao descobrir que era capaz de invadir e controlar os corpos de outras pessoas, Lucas jamais poderia imaginar o que o futuro lhe havia reservado. Foi somente quando Mark – um misterioso observador de origens e intenções desconhecidas – o encontrou, aprendeu que não era o único a possuir tal habilidade, e as engrenagens do destino começaram a se mover rapidamente como nunca antes.
Lucas ingressa no sangrento universo dos switchers, e, à medida que desenvolve seus poderes, enfrenta perigosos inimigos e descobre verdades que mudarão para sempre a percepção do mundo à sua volta. Com uma escrita irreverente, viradas surpreendentes e cenas de ação alucinantes, Weiss conduz o leitor a uma fantástica viagem ao coração da utópica cidade-estado de Neo Atlantis, sob a ótica de personagens intrigantes e originais.


 Amarelo: Boston boys - Giulia Paim

O sonho de toda adolescente se realizou para Ronnie Adams: o maior astro pop da TV foi morar na casa dela. Ela deveria estar vibrando, como qualquer garota normal, mas na verdade está odiando a ideia. Ela não vê a menor graça em “Boston Boys”, programa sobre a vida de três integrantes de uma boyband, e acha Mason McDougal um babaca. Mas ela não tem escolha e terá que se conformar com o hóspede e suas fãs histéricas. Em meio a tantas mudanças, Ronnie se envolverá cada vez mais com os “Boston Boys” e perceberá aos poucos que, no mundo da fama, nem tudo é o que parece ser.








Verde: Os filhos de Jó - André Vianco

Quatro vampiros recém-trazidos para a vida noturna são atraídos por um vampiro ancião que vive em São Paulo. Ignácio oferece proteção e ensinamentos para os novatos em troca de suas habilidades para lutar contra o crime organizado. Uma mistura explosiva que vai sacudir a cidade e mergulhar o leitor em suspense, ação e mistério. Vampiros, lobisomens e anjos se misturam num conflito onde não sabemos ao certo quem é herói e quem é bandido. "Raul, capturado por aquele momento mágico, de soberba e alegria por ter dado fim num tão falado guardião de Jó, hipnotizado por aquele ritual sombrio e inescapável a qualquer ser vivente que era o desenlace do mundo vivo para a escuridão, acocorou-se perto do réptil, anfíbio, guardião do raio que o parta, e, inebriado, ficou a absorver aquela sensação. A morte deveria estar ali, bem ao lado da criatura, descendo seus dedos esqueléticos, igual para humanos, igual para guardiões, igual para tartarugas, joaninhas e pelicanos. Ela, com o rosto de caveira, desprovida de carne, parecendo sempre a rir e zombar dos viventes, tocaria no animal moribundo e engoliria sua alma, para cuspi-la no Aqueronte..." O Turno da noite surgiu para agitar o submundo. Compre seu bilhete e tome seu lugar para mais uma viagem inesquecível.


Azul: As playlists de Hayden - Michelle Fallkoff

Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente. Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava.
“A Playlist de Hayden” é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.








Índigo: Rubra, A guerreira carmesin - Gaby Firmino de Freitas

Em Akkikana, um mundo permeado por lendas de deuses e dragões, onde a magia parece jazer adormecida em meio às histórias e o passar dos séculos, Duine, uma poderosa cidade, se ergue alastrando seu domínio por todo o continente e enriquece através de seu mercado escravista. Os selvagens, raça humanoide de orelhas pontudas e olhos animalescos que consegue se transformar em temíveis bestas, são mantidos como escravos. Contudo, a capital encontrará como única resistência o povoado de Karesh, governado pelos “meia-orelha”, uma mistura de humanos com selvagens. Nesse cenário de guerra iminente, uma jovem selvagem de cabelos cor-de-fogo, desperta de seu sono perene, dentro de uma misteriosa gema incandescente. Sem memórias de seu passado, Rubra passa a ser criada por Nappises, mago pessoal do soberano da capital que devasta o continente. O velho a esconde do mundo, não só por sua cor de cabelos e olhos incomum, mas para protege-la da cruel condenação dos que pertencem à raça mais odiada de todo o reino.


Violeta: Cartas de amor aos mortos - Ava Delaire

Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky. Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.

Deixe um comentário