Título:Tartarugas até lá embaixo

Autor (a): John Green
Lançamento: 2017

Estante: Skoob
Páginas: 256
Editora: Intrínseca
Literatura: Estrangeira
Gênero: 
Romance, Ficção, Young Adult
Estrelas: 4,5/5 
Comprar: Amazon
Sinopse Depois de seis anos, milhões de livros vendidos, dois filmes de sucesso e uma legião de fãs apaixonados ao redor do mundo, John Green, o autor do inesquecível A culpa é das estrelas , lança o mais pessoal de todos os seus livros: Tartarugas até lá embaixo .A história acompanha a jornada de Aza Holmes, uma menina de 16 anos que sai em busca de um bilionário misteriosamente desaparecido – quem encontrá-lo receberá uma polpuda recompensa em dinheiro – enquanto tenta lidar com o próprio transtorno obsessivo-compulsivo (TOC).Repleto de referências da vida do autor – entre elas, a tão marcada paixão pela cultura pop e o TOC, distúrbio mental que o afeta desde a infância –, Tartarugas até lá embaixo tem tudo o que fez de John Green um dos mais queridos autores contemporâneos. Um livro incrível, recheado de frases sublinháveis, que fala de amizades duradouras e reencontros inesperados, fan-fics de Star Wars e – por que não? – peculiares répteis neozelandeses.


Olá pessoal, hoje vim falar sobre este emocionante livro que me marcou muito, Tartarugas até lá embaixo...




Esse livro conta a história de uma menina de 16 anos chamada Aza Holmes que tem TOC. Ele tem uma ferida no dedo e não deixa essa ferida cicatrizar pois tem medo de que alguma bactéria entre no seu organismo. Então, inconscientemente, ela sempre acaba reabrindo a sua ferida.

Aza tem somente dois melhores amigos: Harold e Daizy.

Harold é um Toyota Corolla de dezesseis anos, pintado de turquesa brilhante. Um carro que pertencia ao seu falecido pai e que lhe trás grandes e boas recordações de tudo o que eles viveram juntos.

Daizy  escreve fan-fics the Star Wars e uma das personagens desses textos escritos, é a sua própria melhor amiga (Aza), mas a Aza nunca leu nenhuma das histórias que sua amiga publicou.

Um certo dia, Deizy ouve falar do sumiço do milionário de sua região e então, tenta convencer Aza a embarcarem nessa aventura para descobrir sobre o  desaparecimento e também para receber a recompensa que foi divulgada. 



Aza só não sabia que essa busca pelo milionário, a reaproximaria de um ex-colega de escola, o Davis Pickett (filho do milionário desaparecido).

A partir disso, temos muitas confusões (interiores e exteriores), assim como carisma, companheirismo, discussões ...

Quem acompanha o John Green nas redes sociais (principalmente pelo youtube), sabe que ele tem TOC (Transtorno obsessivo-compulsivo) e podemos ver que ele colocou muitas características dele na personagem principal, nossa querida Aza Holmes.


Um livro que nos faz pensar como uma pessoa que tem esse tipo pro problema mental e também a ansiedade. Nos mostra o quão difícil é ter uma "vida normal", mesmo que a pessoa queira isso e também as pessoas que estão/são mais próximas.
Não se trata de um livro que relata somente o romance entre um casal, mas também a família e amigos. 


"[...] amar não é uma tragédia ou um fracasso, mas um presente." 




Nós sabemos que o John é um pouco dramático em seus livros, mas dentre todos os que eu li e foram escritos por ele, este foi o que mais me identifiquei e mais vi a realidade estampada no próprio livro. 

Vamos chorar, rir, se emocionar, achar que está tudo perdido, não saberemos o que fazer (me colocando como personagem). Mas ao mesmo tempo, sabemos que a vida é isso. A vida é viver sem saber o que nos espera no futuro. 


"O problema dos finais felizes é que ou não são realmente felizes, ou não são realmente finais, sabe? Na vida real, algumas coisas melhoram e outras pioram. E aí a gente morre." 

Como foi dito na sinopse, Tartarugas até la embaixo se trata do misterioso sumiço de um famoso empresário, com uma valiosa recompensa para quem encontrá-lo. Aza e sua melhor amiga Daisy embarcam neste mistério a procura do milionário afim de receberem a tão esperada recompensa.

Como já era de se esperar, algo acontece e Aza fica com a responsabilidade de dizer a verdade ou não para os interessados nesse mistério.

É um livro previsível, mas que vale a pena ser lido, principalmente se você tem ou conhece alguém que tenha TOC e ansiedade.


"A questão da espiral é que, se a seguirmos, ela nunca termina. Só vai afunilando, infinitamente."

Deixe sua opinião nos comentários. O que acharam desse livro ? Realmente foi uma leitura previsível ? Vamos conversar nos comentários.

Beijos e até logo 😏

3 Comentários

  1. Por que o nome do livro e Tartarugas ate lá em baixo? Alguma coisa na estorie e relacionada a tartarugas, ou é só um nome aleatoale?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem a ver com a espiral que a Aza cita no livro (e tem na capa). É como se fosse uma analogia.

      Excluir