Título: Uma Dama Imperfeita (Os Prestons #2)
Autor (a): Lucy Vargas

Lançamento: 2016
Páginas: 384
Editora: Charme
Literatura: Nacional
Gênero: Romance de época
Estrelas: 5/5
Compra: Amazon

Com seu futuro e sua reputação em risco, Bertha Gale descobre que nem a dama mais perfeita do baile consegue fugir do escândalo quando ele quer tomar seu coração e revirar sua vida, despertando paixão e ruína por onde passa.
Determinada a viver o seu primeiro amor, mas com o coração despedaçado, Bertha decidirá entre fugir ou se entregar e sobreviver às consequências.
Eric Northon, Lorde Bourne, é um escândalo ambulante. E tem mais problemas do que conta. Último herdeiro dos Northon, ele podia aprontar de tudo na temporada. Desde que se casasse no final. Ele só não podia se encantar pela dama mais perfeitamente imperfeita da cidade. E decidir arrebatá-la. Para sempre. Sem medir esforços ou consequências.
Divirta-se com o grupo mais mal falado e cheio de apelidos que Londres já viu. Ninguém sairá impune da inesquecível temporada de 1816.

Quem acompanha o blog e o IG do blog já deve ter percebido que eu gosto bastante de Romances de Época. Então eu fique bem feliz quando resolvemos fazer a Semana Temática desse mês sobre Romances e Época. Assim sendo, eu não poderia deixar de resenhar algum livro dessa autora nacional maravilhosa que é a Lucy Vargas.

Uma Dama Imperfeita é o segundo volume da séria Os Prestons (quem não viu o vídeo da resenha do primeiro livro pode ver aqui), mas pode ser lido separadamente. Atualmente a série contém 3 livros lançados.

Em Uma Dama Imperfeita iremos acompanhar a história de Berths, que conhecemos no primeiro livro quando ainda era criança. Agora Bertha é uma moça e como sempre foi muito próxima de Lydia, é também sua acompanhante e melhor amiga. Com a ida de Lydia para sua primeira temporada em londres, Bertha acompanha a amiga com a missão de ficar e olho nela para que não cometa nenhuma de suas peripécias e não mostre seu lado selvagem, pelo qual a família Preston é conhecida, em meio à sociedade.

Meu nome é Eric Northon. Como vou beijá-la, sem saber qual nome sussurrar contra os seus lábios?

No entanto, Bertha que sempre tentou se manter em seu lugar de criada, mesmo sendo tratada como parte da família Preston, e ficar fora do radar de futuros pretendentes de Lydia, não esperava se apaixonar e ser cortejada durante a temporada. Para ela isso é inaceitável, pois ela é uma ninguém, porém, isso não é o que um certo Lorde pensa.

O livro é engraçado na medida certa, nos fazendo dar boas gargalhadas com Bertha, Lydia e seu grupo de amigos. Cada um tem um apelido que diz um pouco de suas personalidades, além e nos fazer imaginá-los de maneira divertida. A princípio isso pode parecer um pouco confuso, um vez que hora eles eram chamados pelos apelidos e hora eram chamados pelos sobrenomes, mas depois de alguns capítulos você já está familiarizado com eles e já sabe quem é quem. 

 Nosso casal de protagonistas tem uma barreira muito grande a romper antes de ficarem juntos. Bertha, apesar de toda educação que recebeu da família Preston e de toda beleza que possui, não vem de uma família nobre, portanto ela não tem nenhum título. Eric é um Lorde e quando ele começa a cortejá-la ela sabe muito bem que deve o desencorajar, pois compreende que isso dará o que falar. Por outro lado, Eric, que entende que um casamento entre eles não sera muito bem visto pela sociedade, não liga para as convenções e luta pelos seus desejos. Mas, meus amigos, nem tudo são flores e numa sociedade machista onde udo é culpa das mulheres e os homens nunca estão errados a coisa pode acabar mal apenas para Bertha.

Ela era única para ele. A cor dos olhos, o timbre da voz, aquele sorriso leve, a forma como ela era naturalmente uma das mulheres mais graciosas em que ele já colocara os olhos.

Em Uma Dama Imperfeita pudemos matar a saudade de Henrick, o marquês selvagem, além de ver como está Lydia, que agora não é mais criança, o que não quer dizer que está menos sapeca. Temos algumas novidades na família Preston, além de alguns problemas que recaem em cima da família. 

Nesse livros estaremos completamente imersos no mundo dos bailes, chás, piqueniques no perque e encontros da tarde, visto que Bertha está à procura de um marido para Lydia. O livro tem também uma surpresa quase no final que me pegou desprevenida e me deixou triste, mas ao fim do livro a autora escreveu uma nota explicando certas coisas.

Ele era um diabo de bonito e um danado, pronto para diabruras na quais dama alguma devia se envolver.

A capa está linda e segue o mesmo padrão do primeiro livro. A fonte está um pouco pequena e para mim que tenho problema de vista atrapalhou um pouco a leitura e me impediu de ler à noite. O próximo livro da série é um anexo que foi lançado esse ano, Um Amor Para Lady Ruth, e falará sobre uma das personagens de Uma Dama Imperfeita. A autora disse que o próximo livro da série a ser lançado será o da Lydia e eu mal posso esperar!

Recomendo a leitura para todos que gostam de um bom romance de época e que queiram dar boa gargalhadas. Com certeza você irá se divertir com Lydia, Bertha e cia!

Beijos e até a próxima!

Deixe um comentário