Yu Akahane (Nana Komatsu) se muda para um dormitório após a transferência de seu pai por motivo de trabalho. Ela e Haruto Kurosaki (Kento Nakajima) também conhecido como “Demônio Negro” não se dão muito bem. Desde então, Haruto Kurosaki a trata como sua escrava. A única pessoa que é gentil com ela é Takumi (Yudai Chiba) também conhecido como “Príncipe Branco”. Nesse momento, Suzune (Kaho) aparece. Ela é uma amiga de infância de ambos Haruto e Takumi. Devido a ela, a relação entre Yu, Haruto e Takumi muda. Baseado na série de mangá de mesmo nome, de Makino.
Algumas considerações importantes: (1)Essa história é a adaptação de um mangá de mesmo nome. Há uma série especial de 2 episódios que se passa antes do filme, é preciso assisti-la para entender como tudo começou. (2) Se você é feminista provavelmente não vai gostar nadinha, está avisada!


***

Yu Akahane é nossa protagonista, a típica garota tímida que sofre bullying na escola. Quando ela muda para o novo colégio está decidida a mudar de vida, começando pela sua aparência até a sua forma de agir, está confiante de que assim conseguirá tudo o que quer, incluindo amigos e namorado.


Haruto Kurosaki é o representante do dormitório onde Yu Akahane está morando. É bonito e muito popular na escola, todas as garotas morrem por ele, mas ele não está nem aí. O cara é arrogante e trata mal as outras pessoas, muito vaidoso e chato pra caramba. Seus amigos o chamam carinhosamente de “demônio negro”, combinou muito.


Takumi é o melhor amigo de Kurosaki, nem sei como, porque são completamente opostos. Ele é aquele carinha fofo que trata bem as garotas, também é popular e muitas meninas são apaixonas por ele mas por alguma razão não namora ninguém não, ele não é gay. Conhecido por “Príncipe Branco” já foi talvez ainda seja apaixonado por Suzune, sua amiga de infância, mas nunca saiu da frienzone.


***
Yu começou com o pé esquerdo, mal chegou no dormitório e já teve problemas com o Kurosaki porque foi tentar defender um outro garoto, as coisas só pioram depois disso. Assim que ele bateu os olhos nela já sentiu um sentimento forte e estranho que talvez, para alguns, possa ser chamado de amor. Como está zangado ele a informa de que agora ela é sua escrava e deve fazer tudo, absolutamente tudo o que ele mandar que faça. E o garoto é mandão hein. Ela, por medo, concorda.



Nosso querido príncipe branco se aproxima de Yu e oferece sua amizade, depois vai além e se oferece também para ser seu namorado de mentira para que ela, que nunca havia namorado, aprenda algumas coisinhas sobre o amor aham, sei, isso não é suficiente jura? e ele decide namorá-la de verdade.


Agora chegamos a um empasse clichê, os dois melhores amigos estão a fim da mesma garota. Como resolver isso? Em uma disputa justa de conquista, óbvio! Ou em uma partida de basquete? Quanto valor tem uma garota? Cada um a seu modo lida com a situação, Takumi sendo um príncipe e Kurosaki sendo um demônio.


Kurosaki tem seus problemas e suas razões para ser assim mas acho que nada justifica você maltratar uma pessoa, principalmente se você se diz apaixonado por ela. Ele chama a Yu de escrava e cachorrinho, puxa o cabelo dela com força para poder morder sua orelha, se aproveita de um apagão para dar um chupão no pescoço, como parece que é tudo contra a vontade dela eu chamaria isso claramente de assédio sexual, mas e se...a garota gosta? Hum…talvez Yu seja luxuriosa, talvez ela goste da “pegada” dele. Será?






Eu não gostei do modo que o Kurosaki “demonstrou” seus sentimentos, e não concordo com quem chama esse filme de fofinho, fofinho é o meu latinha (se não sabe do que eu to falando, vem cá, vamos conversar. Já assistiu Are You Human too?) mas gosto é gosto né, não se discute.


Você encontra para assistir no Their Doramas e també no YouTube.

Deixe um comentário