Destaques

18 de abril de 2019

Resenha #218
Eu Me Chamo Antônio - Pedro Gabriel @intrinseca

Título: Eu Me Chamo Antônio
Autora: Pedro Gabriel
Estante: Skoob
Lançamento: 2013
Páginas: 192
Editora: Intrínseca
Literatura: Nacional
Comprar: Amazon
Gênero: Romance,  Poema, Poesia
Estrelas: 5/5


Antônio é o personagem de um romance que está sendo escrito e vivido. Frequentador assíduo de bares, ele despeja comentários sobre a vida — suas alegrias e tristezas — em desenhos e frases escritas em guardanapos, com grandes doses de irreverência e pitadas de poesia. Antônio é perito nas artes do amor, está sempre atento aos detalhes dos encontros e desencontros do coração. Quando está apaixonado, se sente nas nuvens e nada parece ter maior importância, e, quando as coisas não saem como esperado, é capaz de enxergar nas decepções um aprendizado para seguir adiante. Do balcão do bar, onde Antônio se apoia para escrever e desenhar, ele vê tudo acontecer, observa os passantes, aceita conversas despretensiosas por aí e atrai olhares de curiosos. Caso falte alguém especial a seu lado (situação bastante comum), Antônio sempre se acomoda na companhia dos muitos chopes pela madrugada.
A mente por trás de Antônio é Pedro Gabriel. Em outubro de 2012, ele inaugurou a página Eu me chamo Antônio no Facebook para compartilhar o que rabiscava com caneta hidrográfica em guardanapos nas noites em que batia ponto no Café Lamas, um dos mais tradicionais bares do Rio de Janeiro. Em seu primeiro livro, Pedro apresenta histórias vividas por seu alter ego, desde a cuidadosa aproximação da pessoa desejada, o encantamento e a paixão, até o sofrimento provocado pela ausência e a dor da perda. Os guardanapos que inspiram milhares de pessoas na internet agora estão reunidos numa caprichada edição, novo lançamento da Intrínseca.


Provavelmente você já deve ter ouvido falar da página Eu me Chamo Antônio no facebook em algum momento da sua vida. O autor da página é Pedro Gabriel, que a criou para compartilhar os desenhos que fazia em guardanapos. A página se tornou um sucesso e Pedro Gabriel resolveu transformar seus desenhos e poemas em livro.

Eu Me Chamo Antônio é um livro de poemas que não segue uma lógica narrativa. Não tem começo, meio ou fim. Aqui nós encontramos várias histórias que narram as noites de Antônio, alter ego de Pedro durante as noitadas no Rio.

Coragem: você tem cinco medos em cada mão.
Poesia é tudo que não cabe no poeta.
O amor não dá pontos sem nós. 

Cada poema é contado em um guardanapo e juntos eles trazem sofrimentos, perdas, felicidades, entre outros sentimentos vivido pelo personagem. Além de algumas reflexões sobre a vida, o amor e outras coisas que o leitor consegue se identificar, sempre com trocadilhos, frases bem conhecidas, ditados, enfim, com palavras do cotidiano.

O livro é bem bonito e todas as páginas tem uma ilustração, seja ela num desenho, um lettering, ou os dois. A leitura é bem fácil e o livro pode ser lido em algumas poucas horas, sendo um bom livro para quando você está de ressaca e não consegue ler muita coisa.

O amor cabe até onde não tem cabimento.
Você tem: dívidas intermináveis, brigas desnecessárias, amores incompreensíveis. Mas tem também uma esperança inesgotável.

Ela chorou pra mim. E eu sorri de volta.

Enfim, recomendo o livro para todo mundo, pois além de ser uma leitura fantástica, ele é bem rapidinho e com certeza todos irão gostar.

Beijos e até a próxima!

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

@ManuscritoLiterario

© Manuscrito Literário – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in