Kim Min Kyu (Yoo Seung Ho, Ruler: Master of the Mask, Operation Proposal) é um gênio, e o principal acionista da KM Financial, a maior empresa financeira do país. Ele nunca teve uma namorada, e diz ser "alérgico" a humanos. Jo Ji Ah (Chae Soo Bin, Strongest Deliveryman), é uma empresária ambiciosa e um prodígio na engenharia mecânica. O ex-namorado dela, Hong Baek Kyung (Uhm Ki Joon, Masked Prosecutor) é um renomado professor de engenharia que cria uma android chamada Aji-3 que é exatamente igual a ela. Devido a um conjunto de circunstâncias estranhas, Ji Ah Jo acaba fingindo ser a Aji-3. Agora ela está no meio de um estranho triângulo amoroso entre dois gênios, e a pressão para sustentar uma mentira pode fazer qualquer pessoa se sentir um pouco robotizada. I’m Not a Robot é dirigido por Jung Dae Yoon (She Was Pretty) e escrito por Kim Seon Mi (Shine Or Go Crazy).
Passei por esse drama várias vezes sem muito ânimo para assistir, essa história de um cara que namora uma robô me parecia meio triste e até mesmo bobo, eu nem tinha lido a sinopse só a chamada do Dramafever "Namorar na era digital já é bastante complicado, especialmente para um gênio "alérgico" a humanos. Talvez namorar uma robô seja a solução perfeita." e já tinha decidido que não veria. Pela internet a fora não lembro o site li um comentário de uma pessoa dizendo o quanto era engraçado as cenas em que a prota precisava se passar por uma robô e etc, daí começou a instigar minha mente caçadora de boas comédias. Comecei de mansinho só pra ver se eu iria e gostar e daí...Uau! Marathon Alert! Esse drama é mesmo hilárious, assista, assista!!!



Nosso Oppa Kim Min Kyu sofre ha 15 anos de uma espécie de "alergia" a humanos, o que na verdade é uma doença psicológica, desde que ele era uma criança. Após o acidente que matou seus pais ele teve seu coração partido por pessoas que eram tão próximas como sua própria família, o que fez com que perdesse a confiança em todo mundo e vivesse de forma isolada. Para evitar suas crises  "alérgicas" ele evitava a todo custo tocar em pessoas e sempre usava luvas e um cassetete (que se tornou seu apelido na empresa). Por viver sozinho ele também não tinha muito jeito com as pessoas, era sempre arrogante e bem chato com todos a sua volta. 


Jo Ji Ah tem boas ideias para criar produtos porém falta dinheiro para investir em seu talento, mora de favor com seu irmão (que é secretário do Kim Min Kyu) e tenta ganhar a vida “do jeito que dá” seja vendendo coisas na rua ou comprando produtos de edição limitada para repassar aos seus clientes, ela vai se virando e lutando pelo seu sonho.


Hong Baek Kyung é professor de engenharia e criou junto com sua equipe uma robô com inteligência artificial capaz de distinguir sentimentos humanos, deu o nome de Aj3 e a fez igualzinha sua ex-namorada Jo Ji Ah, sem ela saber, é claro.


Fizeram uma proposta para Kim Min Kyu financiar o desenvolvimento da Aj3 mas ele só concordaria se antes pudesse fazer alguns testes, mas antes que pudessem enviá-la houve um pequeno acidente com seus circuitos e para ganhar tempo o professor teve a brilhante ideia de pagar para sua ex se passar pela robô. Ela precisava do dinheiro e acabou concordando com essa ideia maluca e não fazia ideia de que seu “dono” era alguém já conhecido.

Mesmo achando que Jo Ji Ah era um robô ele tinha receio de a tocar mas quando o fez e viu que não teve nenhuma reação alérgica ficou tranquilo e interagiu com ela sem as luvas nem cassetete, como uma pessoa normal.


O tempo foi passando e consertar a verdadeira Aj3 estava difícil por falta de peças e Jo Ji Ah foi ficando mais e mais tempo na casa do Kim Min Kyu, muitas vezes ela se esquecia de que “não era humana” e tinha que inventar várias desculpas para se justificar de certas coisas como estar no “modo amigo” sempre que falava informalmente ou xingava ou quando se metia em problemas logo inventava que a “bateria” estava ficando fraca.

Hong Baek Kyung ajudava com essas desculpas, pois acompanhava tudo o que acontecia através de uma câmera e também não podia ser descoberto, disse que Aj3 precisava ser treinada para identificar as necessidades de seu dono.

Com a intenção de treiná-la Min Kyu foi se abrindo com ela e contando seus sentimentos, depois de tanto tempo solitário finalmente ele tinha uma amiga para compartilhar seus momentos, ela foi conhecendo melhor e…se apaixonando por ele.


Essa situação não poderia durar para sempre, Hong Baek Kyung ainda tinha sentimentos por Jo Ji Ah e estava morrendo de ciúmes da aproximação dos dois, sua pressa para consertar Aj3 era cada vez maior. Kim Min Kyu estava confuso por estar se apaixonando por uma robô, ela estava triste pois se contasse a verdade ele a odiaria por tê-lo enganado. E agora?


Nosso Oppa solitário tinha suas manias estranhas, organizava seus objetos por castas e os melhores, como seu aspirador de pó, eram chamados de “fofinho” ganhando até festa de aniversário. Doidão né? Nossa Unnie bem queria fazer parte dos fofinhos mas muito mais do que isso ela ganhou um lugar no coração de Kim Min Kyu   e I’m Not a Robot ganhou o seu lugar na lista de dramas fofinhos. Esse kdrama é muito amorzinho, se você gosta dos românticos se joga e prepara para maratonar!




Deixe um comentário