Título: O Amante da Princesa
Autor: Larissa Siriani
Lançamento: 2018
Estante: Skoob
Páginas: 224
Editora: Verus
Comprar: Amazon
Literatura: Brasileira
Gênero: Romance, Ficção
Estrelas: 5/5
Sinopse: Maria Amélia de Bragança é princesa do Brasil, prometida a Maximiliano Habsburgo, arquiduque da Áustria. Mas não há nada que ela deseje menos do que esse casamento: como alguém pode querer que ela se case com um homem que nem sequer conhece? O que Amélia não esperava é que seu noivo chegasse ao Palácio das Janelas Verdes, em Lisboa, acompanhado do amigo Klaus Brachmann, um homem charmoso e experiente que se sente compelido a seduzir a princesa apenas pelo prazer da conquista. Uma viagem inesperada que Maximiliano precisa fazer se mostra a oportunidade perfeita para que Klaus ensine uma coisinha ou outra a Amélia entre quatro paredes... E, conforme o jogo avança, a possibilidade de casamento se torna cada vez mais remota para a princesa, que agora precisa proteger seu coração a todo custo.
Um romance sensual e divertido sobre as escolhas que são feitas por nós — e sobre tomar as rédeas da vida nas próprias mãos.


**ML**

A história de O Amante da Princesa é baseada em personagens históricos reais, porém com fatos e acontecimentos totalmente fictícios.

Vamos acompanhar a estória de Maria Amélia de Bragança (filha de D. Pedro I), de Maximiliano Habsburgo e Klaus Brachmann.

A princesa está noiva - arranjada do Arquiduque da Áustria, porém, como basicamente todos os casamentos da realeza, Vossa Alteza não tem nenhum sentimento pelo noivo. Nem apatia, já que eles nunca se viram e o pouco tempo que passam juntos demostra como eles são diferentes.

“A verdade é que há poucas coisas neste mundo por que eu anseie menos do que esse casamento. Motivos não faltam, como só ter visto o noivo uma vez, ou o fato de o matrimônio ser arranjado. Talvez eu leia romances demais, ou talvez o amor de meus pais me tenha cegado para as verdades da vida. Mas, ainda assim, eu acredito que uniões sem paixão não deveriam existir. Como posso esperar me apaixonar por alguém em tão pouco tempo?”


Contudo, o sr. Brachmann, melhor amigo do arquiduque, desperta um desprezo em Amélia. O Marquês, logo que chega em Portugal para acompanhar o amigo nos preparativos do casamento, mostra-se esnobe e muito exigente. O que de nada agrada as anfitriãs Bragança.

Aos poucos e, depois que Maximiliano se afasta do Palácio das Janelas Verdes e deixa Klaus para cuidar de sua noiva e sogra, é que as coisas entre o marquês e a princesa se acendem e intercalam.

No decorrer dos fatos fictícios vemos a construção de um amor puro e proibido, onde ambos os envolvidos são tão arrebatados que é impossível não sofrer com eles todas as emoções.


Sabe aqueles romances de épocas picantes mas cheio de emoções conflitantes? Pois bem, espere encontrar isso em O Amante da Princesa.

Não tem como não se afeiçoar a Amélia e embarcar com ela no desgosto de ser obrigada a conviver com um noivo que em nada aparenta ter interesse nela ou em seus assuntos, muito menos discordar da sua antipatia por Klaus.

Mas ela vai narrando os fatos e no meio da leitura já conseguimos rir de sua confusão tão 'Deus me livre, mas quem me dera'. Kkkk


Não é novidade para ninguém que lê minhas resenhas aqui no Manuscrito e acompanha nossas redes sociais que eu, Mazinha, sou louca pela Larissa Siriani. Sou tiete mesmo, não nego. Quando recebi capa, sinopse e um pequeno resumo desse livro, eu realmente surtei.
Foi uma grande surpresa e felicidade.

Sabia que seria um livro que arrebataria meu coração e que me deixaria tão envolvida que leria com lágrimas nos olhos.

Por se tratar de uma, posso dizer, mesclagem entre fatos reais e ficção, talvez isso deixe alguns leitores um pouco confusos. No entanto, a Larissa não demora em revelar o desenrolar dos personagens. 



Também não há nada de delongas em relatar os costumes e traços característicos da época. Isso é o que mais me deixou atraída pela leitura. Normalmente os romances de épocas são arrastados com detalhes que geralmente não acrescentam em nada na história do livro. 

Preciso dizer que a leitura me deixou um tanto quanto frustrada. Lógico que não tem nada a ver com a escrita da Larissa que, como sempre, está pra lá de impecável e nem com a diagramação da Verus que, Deus do céu!, está perfeita, mas com o final da trama. 

Eu sou bem dessas do clichê e finais nada imprevisíveis. Só que eu não levei em conta, tudo que a Larissa teve que pesquisar e trabalhar para mesclar tão bem ficção e realismo.

Se eu não fui específica o bastante, só posso garantir a vocês que leiam esse hino de livro. Um romance bem escrito e que deixa as combinações de histórico-ficção tão autênticas e realmente emocionantes.

"Não é o tempo que determina o amor. Há pessoas que se apaixonam em poucas horas, outras que passam décadas sob o mesmo teto sem nunca se amarem."

Deixem a mente e coração cheios de um amor construído do zero e partindo da antipatia.
Dei 5 estrelas, porque é muito difícil dar uma nota menor. Recomendo a leitura para ontem.

E, espero que vocês comentem e me digam - quem já o leu - se deixei as impressões corretas. O famoso, trocar figurinhas.

Beeeijos

See ya!

4 Comentários

  1. Ahh que resenha linda!
    Eu tb amei muito o livro, achei que o jeito que a Larissa escreveu me envolveu do inicio ao fim e que agonia de nao saber como o casal ficaria junto e aos poucos eu so sentia o cerco se fechando.
    O final foi devastador e confesso que amo finais felizes, mas gostei de como tudo terminou.
    Quero mais livros dela agora.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    Finais previsíveis quando não combinam com o contexto são ruins mesmo, como nao fiz essa leitura ainda não posso falar muito. Eu achava que seria um romance de época no estilo dos que estão em alta, tipo Julia Quinn, achei bacana a autora misturar ficção e fatos reais, creio que deixará a história mais curiosa pro leitor.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Estou curiosa e confesso que esse final me deixou um tanto tensa. Essa capa é linda demais e adoro romances de época ambientados no Brasil.
    Espero ler em breve.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  4. Quando vi esse lançamento, eu nem me dei ao trabalho de solicitar porque pela sinopse a história não me parecia interessante, agora a cada resenha que leio, me arrependo um pouquinho porque me parece uma história sensacional principalmente pra quem é apaixonado por romance de época né? Adorei a resenha!

    ResponderExcluir