Destaques

28 de fevereiro de 2019

Resenha #205
Na ilha - Tracey Garvis Graves @intrinseca

Autora: Tracey Garvis Graves
Estante: Skoob
Lançamento: 2013
Páginas: 288
Editora: Intrínseca
Literatura: Estrangeira
Comprar: Amazon
Gênero: Romance
Estrelas: 5/5
Sinopse: Uma ilha deserta e ensolarada, com vegetação luxuriante e banhada por um mar cristalino pode ser o cenário de um sonho. Ou um pesadelo... Anna Emerson é uma professora de inglês de 30 anos desesperada por aventura. Cansada do inverno rigoroso de Chicago e de seu relacionamento que não evolui, ela agarra a oportunidade de passar o verão em uma ilha tropical dando aulas particulares a um adolescente. T.J. Callahan não quer ir a lugar algum. Aos 16 anos e com um câncer em remissão, tudo que ele quer é uma vida normal de novo. Mas seus pais insistem em que ele passe o verão nas Maldivas colocando em dia as aulas que ele perdeu na escola. Anna e T.J. embarcam rumo a casa de veraneio dos Callahan e, enquanto sobrevoam as 1.200 ilhas das Maldivas, o impensável acontece. O avião cai nas águas enfestadas de tubarões do arquipélago. Eles conseguem chegar a uma praia, mas logo descobrem que estão presos em uma ilha desabitada. De início tudo que importa é sobreviver. Mas a medida que os dias se tornam semanas, e então meses, Anna começa a se perguntar se seu maior desafio não será ter de conviver com um garoto que aos poucos se torna um homem.





Li esse livro e adorei a história, é digna de roteiro de filme. Como o livro é pequeno li ele de uma vez só em uma noite, e recomendo muito.

O livro conta a história de Anna e T.J.
Anna é a professora contratada para dar aulas a T.J. , Só que quando eles estão indo para seu destino o avião tem uma pane e cai no meio do mar, eles conseguem sobreviver a queda, mas vão parar em uma praia deserta, lá eles tentam várias formas de conseguir sobreviver.


- Por que você acha que o avião não voltou, Anna?-Não sei.Mas eu achava que ela sabia.- Eles acham que estamos mortos, não é?- Espero que não - disse ela. - Porque senão vão parar de procurar.
 Vários dias se passam e nenhum resgate aparece, o tempo passa (eles ficam 4 anos na ilha) e Anna e T.J. vão aprendendo a conviver e a sobreviver juntos.

O romance entre os personagens vai acontecendo devagar, a autora deu tempo para T.J. crescer e amadurecer, no começo do livro ele era um menino e do meio pro fim do livro já mostra ele um homem adulto.

O livro mostra os pontos de vista de Anna e T.J., assim podemos conhecer seus pensamentos e sentimentos.
Em grande parte do livro só mostra eles dois, só mais para frente que podemos ver  outros personagens.

 Uma coisa que me surpreendeu no livro foi como o T.J. amadureceu, ele deixou de ser aquele menino magrelo e doente para se tornar um homem que cuida e protege Anna.

E Anna que no começo do livro era só a professora acaba se tornando algo mais para ele. Ela tem vários conflitos, mais o maior de todos é estar se apaixonando por um homem bem mais novo que ela.

Nunca amei John da forma que amo T.J.
Bom depois de muito tempo (e bota tempo nisso, eles passam mais da metade do livro na ilha) eles conseguem sair da ilha, mas nem tudo são flores, eles vão ter que enfrentar o preconceito de algumas pessoas para conseguir o seu final feliz.

- Mas eu não me encaixo no seu mundo.- Nem eu. - disse ele, com a expressão terna, mas decidida. - Então, vamos construir o nosso. Já fizemos isso antes.


É isso, o livro é lindo. Vi que algumas pessoas podem ter receio da história por o mocinho ser mais novo, mas isso não é nada demais, já que mostra como ele cresce no decorrer da história. Leiam sem medo. Esse livros está na lista dos meus favoritos.

Até a próxima!

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

@ManuscritoLiterario

© Manuscrito Literário – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in